Het boek van: o livro do Serviço Postal holandês

Por TNB.studio | 13/07/2021 | Design
Het boek van: o livro do Serviço Postal holandês

Apesar do Het boek van PTT (O livro PTT) não ter sido publicado até 1938, seu idealizador, J. F. Van Royen — secretário geral do Serviço Postal holandês (PTT), já havia explorado o conceito do projeto com o designer holandês Piet Zwart, em 1929.

Um ano depois, Zwart apresentou alguns rascunhos e, ao longo dos próximos oito anos, eles discutiram várias ideias.

O livro PTT

Escrito e desenvolvido por Zwart, o Het boek van PTT foi planejado para ser um manual para crianças em idade escolar sobre como usar o Serviço Postal holandês.

The Phaidon Archive of Graphic Design - F058

O livro PTT apresenta diversos aspectos do trabalho gráfico anterior de Zwart, bem como inovações da década de 1930, combinando abordagens tradicionais com funcionalismo, dadaísmo e outras tendências contemporâneas.

As técnicas utilizadas por Zwart incluíam colagem, caneta e tinta, giz preto, montagem, lápis colorido, fontes de diversos tamanhos e pesos e texto manuscrito.

O livro traz ainda fotografias de bonecos produzidos exclusivamente para o projeto, e diversos objetos, como uma caixa de fósforos.

The Phaidon Archive of Graphic Design - F058

Embora outros designers tenham utilizado métodos semelhantes, nenhum deles havia reunido esses recursos em uma combinação como essa. O uso de impressão em rotogravura possibilitou nuances em cores vastas.

Como o Het boek van PTT foi criado para crianças, Zwart procurou despertar a curiosidade dos leitores através de todos os meios visuais possíveis.

O texto, por exemplo, é totalmente acentuado com fontes variadas e letras condensadas (mais estreitas) e expandidas (mais largas). As ilustrações foram feitas pelo artista holandês Dick Elffers, sob a direção de Zwart.

Os dois fantoches de papel feitos à mão lembram as figuras da The Next Call (1923), revista tipográfica experimental de H. N. Werkman, e do livro infantil Die Scheuche Marchen (Os Contos de Fada do Espantalho), de 1925, dos artistas Kurt Schwitters, Kate Steinitz e Theo van Doesburg.

Os fantoches também são semelhantes aos bonecos e animais de papel do artista plástico Aleksandr Rodchenko (1926), para os poemas infantis de Sergei Tretyakov, que Zwart pode ter visto como reproduções na exposição ‘Film und Foto’ (1929), em Stuttgart, na Alemanha.

O livro Het boek van PTT se diferenciou completamente da abordagem construtivista anterior de Zwart, e finalizou suas principais contribuições para o design gráfico holandês.

Matérias Relacionadas

A simplicidade do trabalho de Lucian Bernhard

17/08/2021

A simplicidade do trabalho de Lucian Bernhard

A inovação da revista Dot Dot Dot no design gráfico

28/07/2021

A inovação da revista Dot Dot Dot no design gráfico

Tentaciones: o caderno “jovem” do El Pais

07/06/2021

Tentaciones: o caderno “jovem” do El Pais

Sobre a TNB.studio

Somos uma agência de performance digital que alia planejamento, design, conteúdo e tecnologia.

Nosso foco são projetos (anuais +), com profundidade e atendimento integral das necessidades de marketing das empresas. Por conta disso, atendemos um número limitado de projetos.

  • • Consultoria e Mapeamento de Processos;

  • • Imersão;

  • • Projetos Customizados.

Assine nossa newsletter

Acompanhe as novidades sobre performance digital, desenvolvimento e design.

Tudo certo!
Por favor, informe o seu Nome.
Tudo certo!
Por favor, informe um endereço de e-mail válido.

Ao assinar nossa newsletter, você concorda a Política de Privacidade da TNB.studio

Tudo certo!
É necessário concordar com o termo.

♥ Nós cuidamos dos seus dados. Conheça nossa Política de Privacidade