Growth Hacking: 5 formas de colocar em prática e fazer o seu negócio crescer

Por TNB.studio | 25/06/2018 | Marketing Digital
Growth Hacking: 5 formas de colocar em prática e fazer o seu negócio crescer
Em uma tradução literal, o Growth Hacking pode ser descrito como "atalho para o crescimento". Trazendo isso para o conceito de aplicabilidade do termo, podemos defini-lo como um conjunto de técnicas que permite entender quem são as pessoas que consomem os seus produtos e de que forma elas fazem isso. Por meio desse conhecimento, é possível criar estratégias direcionadas à obtenção de resultados mais certeiros, fator que é essencial para a expansão do negócio. Confira abaixo 5 formas de colocar esse conceito em prática e usá-lo em prol da sua empresa.

1. Uso do funil

Certamente, você já ouviu falar milhares de vezes sobre o funil de vendas e a sua importância no marketing digital. O Growth Hacking também conta com o seu funil, o qual possui 5 estágios. Veja quais são:
  • aquisição: uso de técnicas para atrair os clientes;
  • ativação: entrega da primeira experiência positiva ao cliente;
  • retenção: representa a satisfação e a continuidade do consumo dos seus produtos pelos clientes obtidos;
  • receita: é a etapa em que há lucro nas ações realizadas (consumo de produtos pagos em vez de gratuitos);
  • indicações: momento em que o cliente deseja compartilhar com outras pessoas a experiência positiva que a sua empresa proporcionou.
Compreender todas as etapas desse funil é fundamental dentro do Growth Hacking para criar ações estrategicamente direcionadas para cada uma delas. Assim, é possível identificar mais facilmente quais etapas precisam de melhorias, otimizando o processo e evitando cair no velho conceito de tentativa e erro.

2. Geração de ideias

Após o funil, o primeiro passo do Growth Hacking é a geração de ideias para atender as demandas de cada etapa descrita no contexto anterior. Os caminhos para gerar essas ideias são variados e exigem uma boa pesquisa. Cases de sucesso, estudo das estratégias de empresas líderes de mercado, presença online de empresas que estão obtendo grandes resultados e sites ligados ao seu nicho de atuação são alguns deles. Uma dica importante é fazer reuniões constantes com todos os colaboradores envolvidos nessa busca, o que torna o processo mais produtivo e facilita o encontro de soluções mais completas.

3. Seleção de ideias

A importância do trabalho em grupo para debater as ideias é essencial para o passo seguinte: a seleção de ideias. O principal quesito para escolher ou descartar uma ideia é o seu grau de ligação com os objetivos definidos pela empresa para atingir os resultados almejados. Visando tornar a escolha mais simples, é recomendado definir alguns critérios como custo de implantação, dificuldade de colocar a ideia em prática, análise das chances de sucesso e impacto real nos resultados.

4. Experimento e análise do resultado

Quando falamos em análise dos resultados antes mesmo de colocar a ideia em prática, você deve ter se perguntado como fazer isso. É aí que entra uma das últimas etapas do Growth Hacking: o experimento. Ele serve como uma espécie de elo entre a teoria e a prática. E, para isso, o caminho mais recomendado são os testes. Criar grupos de trabalho, inclusive com a integração de colaboradores de fora da empresa (clientes, pessoas com o perfil desejado etc.) é uma forma de ter elementos suficientes para gerar os dados necessários e conseguir, assim, fazer uma análise mais precisa. Em um exemplo simples: a sua empresa planeja reformular o site para melhorar as vendas e a presença online. Antes de colocá-lo no ar, é possível utilizar um subdomínio ou um domínio temporário para apresentar o site para um número X de pessoas e verificar na prática a experiência delas. Por meio das opiniões obtidas, é possível melhorar o site e criar uma versão final mais consistente, aumentando as chances de sucesso da estratégia.

5. Ajuda especializada

Como vimos, o Growth Hacking conta com várias etapas e todas elas demandam um planejamento bem realizado e conhecimento técnico para colocar as ações em prática. Uma medida adequada nesse sentido é contar com ajuda especializada. Uma agência digital, por exemplo, pode ajudar na elaboração, trazendo toda a expertise dela para o processo e tornando o seu desenvolvimento menos complexo. E você, o que acha do Growth Hacking? Comente no post, a sua opinião é valiosa para nós!

Matérias Relacionadas

10 fatores de ranqueamento para melhorar seu posicionamento no Google

11/08/2021

10 fatores de ranqueamento para melhorar seu posicionamento no Google

Passo a passo para planejar um site eficiente

09/08/2021

Passo a passo para planejar um site eficiente

Quais são as vantagens de uma consultoria de marketing em seu negócio

27/07/2021

Quais são as vantagens de uma consultoria de marketing em seu negócio

Sobre a TNB.studio

Somos uma agência de performance digital que alia planejamento, design, conteúdo e tecnologia.

Nosso foco são projetos (anuais +), com profundidade e atendimento integral das necessidades de marketing das empresas. Por conta disso, atendemos um número limitado de projetos.

  • • Consultoria e Mapeamento de Processos;

  • • Imersão;

  • • Projetos Customizados.

Assine nossa newsletter

Acompanhe as novidades sobre performance digital, desenvolvimento e design.

Tudo certo!
Por favor, informe o seu Nome.
Tudo certo!
Por favor, informe um endereço de e-mail válido.

Ao assinar nossa newsletter, você concorda a Política de Privacidade da TNB.studio

Tudo certo!
É necessário concordar com o termo.

♥ Nós cuidamos dos seus dados. Conheça nossa Política de Privacidade